foto_blog_30

Não romantizem o home office!

Eu tomei a decisão de trabalhar em home office há quase 6 anos atrás, quando optei por sair de um emprego CLT numa agência de publicidade e resolvi me dedicar exclusivamente aos meus próprios clientes com projetos de design. E eu amo trabalhar em home office!

Mas quando tive essa atitude, eu já tinha uma estrutura preparada na minha casa: um canto do meu quarto reservado, um bom computador, impressora, internet banda larga já contratada, mesa e cadeira adequadas para passar horas trabalhando … E além disso, já tinha o costume de trabalhar em casa pois já fazia freelas nos dias de folga. Além de também ter a flexibilidade de poder trabalhar em coworkings e outros espaços diferentes.

Porém, nessa situação de pandemia que estamos vivendo, muitas pessoas estão sendo “obrigadas” a trabalhar em home office. Com isso está havendo muitas discussões de vantagens e desvantagens, que será uma maneira adotada por muitas empresas de forma definitiva, etc.

Ok, já era mesmo uma tendência algumas empresas estarem implementando o home office alguns dias na semana, ou para algumas funções específicas ou parte das equipes… Realmente o home office tem algumas vantagens como a economia de tempo e gastos com locomoção, flexibilidade de horários, facilidade de comer comida caseira, poder trabalhar com roupas mais a vontade, estar mais tempo com familiares, etc. 

Mas também há desvantagens como a falta de socialização, dificuldade de comunicação com colegas de equipe, interrupção de familiares, vizinhança barulhenta… 

Além de dificuldades com a concentração, já que em casa temos outros apelos como nossa cama para dar um cochilo, a TV pra por as séries em dia, os filhos querendo brincar … 

Acho importante entender que o home office de agora, implementado de maneira urgente, é completamente diferente do home office de quem já havia feito essa opção e teve essa oportunidade antes da pandemia. Muitas dessas pessoas foram pegas de surpresa com esse novo formato de trabalho, que lhes foi imposto, não tinha essa estrutura adequada em suas casas e estão com dificuldades de adaptação.

Por isso, não vamos romantizar o home office como se fosse a coisa mais perfeita do mundo! Uma coisa é você fazer essa escolha de forma consciente, analisando pros e contras e se preparando para isso. Outra coisa é você ser obrigado por uma situação extrema como a pandemia. 

Mesmo eu amando o home office, incentivando as pessoas a adotarem, compartilhando minha experiência… eu entendo que não é pra todo mundo e nem todo mundo se adapta. E tudo bem!